sábado, 5 de julho de 2008

"Geração Rebelde"

Irrita-me saber que faço parte desta geraçãozinha.

Desta manada de adolescentes materialistas, cujos principais problemas são a escolha do próximo par de sapatilhas ou a falta de tempo para ver o episódio extra de morangos com açúcar.
Desta geraçãozinha egocêntrica, mimada e individualista, centrada nos seus problemas existenciais e incapaz de lutar por uma causa comum.
Deste rebanho de jovens de caras, corpos e cérebros(?) pré-formatados. Básicos. Ignorantes. Previsíveis. Fúteis.
Banalizam palavras, gastam sentimentos. E amam-se tanto num dia como se detestam noutro.
Falta-lhes personalidade. Falta-lhes maturidade. Falta-lhes consciência colectiva. Rebeldia. Espírito crítico.

Falta-nos.




A.H.

17 comentários:

catarina disse...

É por estas e por outras que eu digo que "existiria verdade, verdade que ninguém vê, se todos fossem no mundo iguais a você"! se todos tivessem os mesmos valores que tu, se todos dessem valores às pequenas coisas como tu, se todos valorizassem as palavras como tu...
Gosto de ti*

a tua Bebé*

sara disse...

Não podia concordar mais. MESMO! *

Henrique disse...

Falta-nos?
Não. Falta aos outros. A mim e aos meus não me falta, não nos falta.
Falta aos outros.
E os outros ficam lá no cantinho deles que eu cá fico no meu. Sem calças de todas as cores e sem Tokio Hotel no meu ipod.

Anónimo disse...

Uma pessoa que tem um cérebro tão inteligente conforme parece demonstrar tem certas falhas no português... tiras-te 20 nesse? eu duvido... visto que te irrita a geração que está de momento a passar por nós e que parece ser "moda" e ao fim te inseres na mesma!(?) ("falta-nos"?!).

Cumprimentos saudosos para ti e para o teu cérebro pre-formatado.

P.S. As gerações são mesmo como a moda, só te juntas a ela porque queres!

Abraços.

Cláudia Isidro disse...

há gente burra que não consegue interpretar um texto tão simples?

tenho uma explicação para isso: INVEJA!
outro problema, não só de uma geração, mas de muita gente que por aí anda!
Moda? Chamem-lhe o que quiserem !

a cérebros pré-formatados a ter uma média de 20 e acima de tudo, capazes de ser verdadeiramente felizes, só tenho de dar os meus sinceros parabéns !

Contudo já fiquei um pouco feliz por saber que pessoas que passam a vida aqui enfiadas ganham finalmente coragem para escrever qualquer coisinha, ainda que não seja muito inteligente, por algum motivo escondem identidade, para não assumirem erros.

ainda assim, obrigada.

e para terminar... um grande LOOL !

Ana Heleno disse...

Wooow! Aqui temos um comentário anónimo para trazer alguma vivacidade a este humilde blogue!

Então vamos lá!
Vou passar à frente o habitual discurso que condena a falta de coragem e a abundância de cobardia de alguém que deixa um comentário anónimo. Mas no fundo até percebo... Também teria vergonha de mim mesma se fosse tão burra :)

Oh minha anonimidade (repare-se na notória semelhança com a palavra anormalidade) ridícula!
O meu "cérebro inteligente" e o meu "20 a português" permitem-me, pelo menos, fazer duas coisas essenciais.

Em primeiro lugar, saber escrever. Que é como quem diz, saber, entre outras coisas, conjugar os verbos no Pretérito Perfeito. Aqui vai uma ajudinha para os mais ignorantes:
Eu tirei
Tu tiraste
Ele tirou
Nós tirámos
Vós tirastes
Eles tiraram

Estamos entendidos relativamente a este ponto? Ainda bem :)

Em segundo lugar, saber o significado da palavra geração. E, mais uma vez, aqui vai nova ajudinha para os que insistem em manter-se ignorantes.

Geração: Conjunto de indivíduos nascidos pela mesma época, in Aurélio Século XXI, O Dicionário da Língua Portuguesa

Assim, abstenho-me de comentários pejorativos à seguinte frase "As gerações são mesmo como a moda, só te juntas a ela porque queres". Mas, da próxima vez, peço à minha mãe para não nascer na década de 90!
Tudo isto para te explicar, saudoso ser anónimo, que não me incluo nesta geração que critiquei. Faço forçosamente (e infelizmente!) parte dela.
Como em todos os grandes grupos, a uniformidade não é absoluta. Daí que não me identifique com a maioria das pessoas que compõe esta minha geração, assim como não me identifico com pessoas cobardes e invejosas que fazem comentários anónimos, estás a perceber? :)

Por outro lado, mesmo que me identificasse, existe uma coisa que se chama autocrítica. Se a conhecesses serias, provavelmente, uma pessoa mais humilde e mais enriquecida e já não precisarias de vir fazer comentários anónimos ridículos para colmatares o teu complexo de inferioridade.

Cumprimentos para ti e, a julgar pelo que escreves, para o pouco que resta do teu cérebro.

Isabel disse...

Quando a infantilidade é bem maior que a própria inteligência, não há nada a fazer!
Não é um 20 a Português que te dá alguma sanidade mental, maturidade e muito menos, humildade!

Inveja de ti?
Nunca te viste ao espelho?!

Hasta

Ana Heleno disse...

"Nunca te viste ao espelho?!"

Parabéns! Assimilaste alguma coisinha da minha resposta ao teu comentário!

É pena que não tenhas aprendido a justificar as tuas posições e opiniões ;)

Humildade e maturidade, vou tendo, obrigada.
Sanidade mental... nem por isso :)

Mas sou feliz na mesma :D

Isabel disse...

Pois.
Realmente, nota-se. xD
Com essa cara só podias viver na ignorância de que és feliz! :D

E nem me canso mais a responder "às tuas respostas"

Hasta :))))

Ana Heleno disse...

"Com essa cara só podias viver na ignorância de que és feliz! :D"

LOOL xD estás-me a dizer que:
1 - a minha cara determina o meu conhecimento sobre a minha felicidade.

2 - conheces melhor a minha felicidade do que eu própria.

... é impressionante como todos os teus comentários têm de fazer apelo à minha caracterização física... pensar um bocadinho não faz mal nenhum :) tenta! tu consegues construir um texto argumentativo com lógica!

Cláudia Isidro disse...

10 comentários ?! uhuhuh!
Teu post está a fazer sucesso, boizão ! =D

nem que seja para certas pessoas desconpensarem um bocado xD

Cláudia Isidro disse...

* descoMpensarem !

(eu sei que quem anda paki a falar nem ia reparar no erro, mas...)

Tulha disse...

ADORO DOR DE COTOVELO =')

Wow. Tou a deixar o comentário enquanto blogger. Será q tbm vou ter comentários anónimos agora? q emoçoum =')


ahhh (I) ja num é anónimo =P a belinha decidiu arranjare um nome ficticio =D

és a maior pá =D

Ana a.k.a Cuddles disse...

comentários anónimos são tão giros!!! Também posso? =P

E já agora também posso armar-me em pseudo "know-it-all" com a mania de que é diferente mas no fundo também está ali à rasca entre escolher umas Allstars roxas ou às bolinhas fluorescentes?! E que também está morta por saber o que raio vai acontecer àquele beto revoltado giríssimo dos Morangos? Posso posso POSSO???

Eh pá, era um alto programa agora que estou de férias *.*

Marta Soares disse...

Boa tarde a todos..

Encontrei este blogue por acaso e aos comentários vim ter por curiosidade.

Estando do lado de fora, e desculpem o facto de me meter ao barulho, sem querer "ferir" ninguém, vou tomar a liberdade de relembrar que estamos num país LIVRE, liberdade de opinião... Sabem o que é?

Tomando posse da imparcialidade, apenas digo que o anómimo realmente deveria ter assinado, afinal de contas pondo um nome ou não, real ou ficticio, estamos num meio que se chama Internet... Logo, não sei qual será o problema de nos declararmos...Quantas Martas existem por aí? :)
No entanto, e revendo o outro lado, da blogger e demais "indignados", que pelas respostas que faz aos comentários deixados pelo anónimo (mais tarde denominando-se de Isabel), só demonstra realmente que tem pouca humildade. Penso que deveria levar tais comentários como um ponto a ter em conta para poder melhorar-se em outros aspectos. Deveria aceitar críticas, ser mais tolerante a outros tipos de opinião e, muito sinceramente, singir-se apenas à sua defesa (caso a queira fazer, porque tem todo o direito) e reservar os "insultos" para os seus pensamentos. Porque demonstrá-los aqui, neste espaço que tem presente um seu lado mais pessoal, só demonstra que realmente corresponde a certos pontos do esteriotipo da geração que de momento nos acompanha. Essa caracteristica é também demonstrada pelas/os seus colegas/amigos que, para além de si, a única pessoa que deveria (no meu ver) responder a este tipo de provocações (se assim os considera).

Para finalizar, apenas acrescento o que no meu ver faz de uma pessoa inteligente ou não, que não se baseia em exames/testes de escola. Baseia-se sim no seu "habitat", na EDUCAÇÃO,na sua CULTURA, na sua VIVÊNCIA.

Provavelmente não voltarei aqui para continuar uma sequência de respostas e ataques/contra-ataques. Isso sim, para mim, demonstra insegurança e inferioridade.

Tive muito gosto por ter passado por cá.

Continuação de bom trabalho com este Blog.

Cordialmente, Marta Soares.

Anónimo disse...

Li várias vezes e mesmo assim escapou-me um erro ortográfico:

*Cingir (para que não haja conflitos com o meu pequeno erro);

E, um erro de concordância que peço desculpa (estou claramente a ser irónica)em:

"No entanto, e revendo o outro lado, da blogger e demais "indignados", que pelas respostas que FAZEM aos comentários deixados pelo anónimo..."


Cordialmente, Marta Soares.

Ana Heleno disse...

Marta, não tenho muito tempo para responder ao teu comentário, mas fica aqui a ideia geral.

Em primeiro lugar respeito totalmente a liberdade de expressão. O anónimo não foi a primeira pessoa a discordar com o que escrevi e respetei totalmente a sua opinião. Respondi porque o comentário feito pela pessoa anónima visava atacar-me pessoalmente e não constituía uma crítica construtiva ao meu texto.
Este facto é provado pela inclusão no comentário de informações pessoais que só a mim dizem respeito.
A ataques pessoais respondo com ataques pessoais. Sobretudo quando se trata de alguém que me conhece e que não teve coragem de se identificar.

Uma última questão:todos os que me conhecem sabem bem que não avalio a inteligência por "exames/testes de escola". A primeira pessoa a referi-los foi o anónimo. Aliás, de forma totalmente despropositada.

Esperamos contar com a tua opinião em mais posts. Se bem que este blogue não tenha muito de interessante para comentar. A maior parte dos textos são demonstrações claras de insanidade mental e parvoíce xD